Como Está a Saúde? 6 SINAIS E SINTOMAS para Prestar Atenção

A maioria das dores e incômodos não são um sinal de algo grave, mas deve-se prestar atenção ao corpo e consultar um médico se alguma destas situações acontecer:

1. Fraqueza nos braços e pernas

Sentir fraqueza, formigamento ou dormência em um braço, perna ou face, pode ser um sinal de acidente vascular cerebral (AVC) ou derrame, especialmente se a sensação é em apenas um lado do corpo.

Outros sinais de que a pessoa pode estar tendo um acidente vascular cerebral são não poder manter o equilíbrio, sentir tonturas, ou ter dificuldade para caminhar. Também importante procurar ajuda se repentinamente sentir dificuldade para ver, sentir dor de cabeça forte, sentir-se confuso, ou ter problemas para falar ou entender.

Quanto mais precoce o tratamento, menor o risco de sequelas por acidente vascular cerebral (AVC). Leia sobre AVC aqui.

2. Dor no peito

dor no peito

Dor no peito

Qualquer dor no peito, especialmente acompanhada de sudorese, pressão alta, falta de ar ou náusea, deve ser avaliada imediatamente por um médico.

Dor no peito pode ser um sinal de ataque cardíaco, especialmente se após esforço. Sensação de aperto ou peso no peito são varições da sensação de dor.

A dor no peito relacionada a infarto ou angina dura mais do que alguns minutos.

3. Dor na panturrilha (“batata da perna”)

Dor na panturrilha pode ser um sintoma de trombose venosa profunda, isto é, um coágulo de sangue na perna.

Trombose venosa profunda, ou TVP pode acontecer quando a pessoa fica sentada por um longo tempo, como em uma viagem de avião, de carro ou ônibus em que a pessoa não levanta e caminha. Também pode acontecer com o doente acamado.

Além de dor, por haver calor e edema (inchaço) no local. A panturrilha do lado afetado fica mais grossa que a do outro lado.

No caso de trombose venosa profunda na perna, também pode ser verificado o sinal de Homans. Este sinal indica TVP quando a pessoa flexiona o pé para cima e a panturrilha dói.

É importante diagnosticar TVP antes que o coágulo de sangue fragmente e, ao viajar na corrente sanguínea, cause entupimento nos vasos dos pulmões. Este entupimento se chama embolia pulmonar e pode ser fatal.

4. Sangue em sua urina

Sangue na urina

Sangue na urina

São diversas as causas de sangue na urina.

Mas se a pessoa tem sangue na urina e também sente muita dor na região lombar, pode ser que tenha pedras (cálculos) nos rins.

Uma pedra de rim é um pequeno cristal feito de minerais e sais que se forma no rim e se move através do tubo que transporta a urina (ureter).

Uma radiografia ou ultra-som pode mostrar o problema.

Sangue na urina acompanhado de aumento na vontade urgentemente de urinar, aumento da frequência de idas ao banheiro, ou sentir sensação de queimação ou dor ao urinar, pode indicar infecção urinária.

Pode não haver febre se a infecção for apenas na bexiga e uretra (tubo de saída da urina). A presença de febre pode sugerir que a infecção afeta os rins, o que é mais grave,

Sangue na urina sem dor pode ser um sinal de câncer no aparelho urinário.

Existem diversos outros motivos para a presença de sangue na urina. Motivos muito simples sem qualquer gravidade. O importante é procurar um médico para saber.

5. Sibilos ou “chiado no peito”

Perceber um “chiado” ou ouvir um som assobiando quando a pessoa respira é um sinal de problema pulmonar. Também o edema agudo de pulmão, causado por insuficiência cardíaca pode inicialmente causar chiado no peito.

Pode ser asma, outra doença pulmonar, uma alergia grave, ou exposição a produtos químicos.

Sibilos também podem ser causados ​​por pneumonia ou bronquite. A presença de tosse com expectoração amarelada ou esverdeada geralmente acompanha estes últimos.

A febre, se presente, sugere processo infeccioso.

O sibilo geralmente é acompanhado de falta de ar, que, se não tratada, pode evoluir para a insuficiência respiratória e morte.

6. Pensamentos suicidas

A pessoa que se sente desesperada ou acha que não tem nenhuma razão para viver deve procurar ajuda.

Um médico ou um psicólogo pode ajudar a superar este momento difícil.

No Brasil existe o Centro de Valorização da Vida (CVV). É gratuito e disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além de telefone, o contato pode ser por chat, skype ou e-mail.

O número de telefone é 141.

Referências