TRATAMENTO DE MICOSE DE UNHA (ONICOMICOSE)

O tratamento da micose de unha, ou onicomicose, depende do tipo clínico da onicomicose, do número de unhas afetadas e a severidade do envolvimento da unha.

O tratamento da micose de unha é um desafio porque a infecção fúngica fica incorporada na unha. Pode demorar um ano ou mais, pois o crescimento da unha nova (tratada) deve substituir inteiramente a unha infectada.

Um tratamento com comprimidos geralmente é necessário no tipo mais comum de onicomicose, aquela que afeta a região subungueal mais próxima da “raiz da unha”.

Micose de unha

Micose de unha

A onicomicose superficial branca e a que afeta a região subungueal mais distante da “raiz da unha’ pode ser tratada com um agente tópico, tipo esmalte.

Uma combinação de tratamento por via oral e local aumenta a taxa de cura.

Como a taxa de recorrência é elevada, mesmo com agentes mais novos, a decisão de tratar deve ser feita com uma clara compreensão dos custos e riscos envolvidos, bem como o risco de recorrência.

Para ler sobre micose de unha, sugerimos o artigo MICOSE DE UNHA: sinais e tipos de onicomicose e o texto mais resumido MICOSE DE UNHA ou ONICOMICOSE .

Tratamento por via oral da micose de unha

A mais recente geração de agentes antifúngicos orais (Itraconazol e Terbinafina) substituiu a terapias mais antigas no tratamento da micose de unha. Estes medicamentos oferecem esquemas de tratamento mais curtos, taxas mais elevadas de cura e menos efeitos adversos.

Fluconazol e o novo Posaconazol (ambos não aprovados pela Food and Drug Administration – FDA – para tratamento de onicomicose) podem oferecer uma alternativa ao Itraconazol e Terbinafina. Posaconazol não está disponível no Brasil.

A eficácia dos novos agentes antifúngicos reside na sua capacidade de penetração na unha.

As pesquisas mostram melhor eficácia da Terbinafina do que com outros agentes orais.

Para diminuir os efeitos adversos e duração da terapia oral, tratamentos tópicos podem ser combinados com o uso de antifúngico oral.

Terbinafina, Itraconazol e Fluconazol

Terbinafina

A terbinafina no tratamento de onicomicose deve ser usada até que os sintomas melhorem significativamente. Mais estudos são necessários para saber a duração ideal do tratamento.

A eficácia da Terbinafina é de 76 %.

A dose para o adulto é 1 comprimido de 250 mg diariamente por 6 semanas para unhas da mão e de 12 semanas para unhas dos pés.

Não há dados disponíveis sobre o uso em crianças com menos de 2 anos de idade (geralmente abaixo de 12 kg). A terbinafina é bem tolerada por crianças com mais de 2 anos de idade.

Administração em crianças em dose única diária, deve ser conforme a faixa de peso:

  • abaixo de 20 kg: 62,5 mg (1/2 comprimido de 125 mg);
  • de 20 a 40 kg: 125 mg (1 comprimido de 125 mg);
  • acima de 40 kg: 250 mg (2 comprimidos de 125 mg ou 1 comprimido de 250 mg).

Deve-se verificar se houve cura através de cultura e pesquisa direta de fungos nas unhas.

Não é recomendada em pessoas com insuficiência hepática crônica ou ativa

Itraconazol

É um agente antifúngico sintético que retarda o crescimento de células fúngicas.

A eficácia do Itraconazol é de 60 %.

Pode ser realizado o tratamento de duas formas: uso contínuo e pulsoterapia.

Deve-se verificar se houve cura através de cultura e pesquisa direta de fungos nas unhas.

Não é recomendada em pessoas com insuficiência hepática crônica ou ativa

Tratamento contínuo com Itraconazol

A dose é 200 mg por dia por 6 semanas para tratar as unhas das mãos e por 12 semanas tratar as unhas dos pés.

Pulsoterapia com Itraconazol

A pulsoterapia consiste na administração de 200 mg (2 cápsulas) duas vezes ao dia durante 7 dias.

O laboratório recomenda dois pulsos para infecções das unhas das mãos e três pulsos para infecções das unhas dos pés, mas o médico poderá determinar a quantidade de pulsos, conforme cada caso.

Os tratamentos em pulso são sempre separados por intervalo de 3 semanas sem medicamento. A resposta clínica será evidente a medida que a unha crescer após a descontinuação do tratamento.

Fluconazol

É também um agente antifúngico sintético que retarda o crescimento de células fúngicas.medicine_pills

Tratamento deve continuar até que a infecção seja curada.

A eficácia do Fluconazol é de 48 %.

A dose recomendada é de 1 cápsula de 150 mg 1 vez por semana.

O tempo de uso é indefinido e geralmente o médico reavalia a cada 3 meses. Pode ser necessário mais de 1 ano de tratamento.

Deve-se verificar se houve cura através de cultura e pesquisa direta de fungos nas unhas.

Não é recomendada em pessoas com insuficiência hepática crônica ou ativa

Tratamento local da micose de unha

O uso de agentes tópicos deve ser limitado aos casos envolvendo menos de metade da extremidade da unha ou para pessoas incapazes de tolerar o tratamento por via oral.

Tratamentos locais sozinhos são geralmente incapazes de curar a micose de unha por causa da fraca penetração na unha.

Esmaltes de Ciclopirox e Amorolfina conseguem penetrar todas as camadas da unha, mas têm baixa eficácia quando usados isoladamente. Assim, podem ser úteis em combinação com terapia oral ou como profilaxia para evitar a recorrência em pacientes curados com medicamentos por via oral. Aplicação diária e tratamento de longa duração  (48 semanas) são necessários.

Efinaconazol e Tavaborol são medicamentos de uso local eficazes, mas não disponíveis no Brasil.

Ciclopirox e Amorolfina – esmaltenail-polish-for-nail-fungus

Indicado para micose de unha (subungueal) leve a moderada ou onicomicose superficial (branca), ou como tratamento combinado com medicamento por via oral.

Aplicar uniformemente sobre toda unha 1 vez por dia (de preferência 8 horas antes de lavar). Pode-se lixar e aplicar removedor antes.

O tratamento tem duração mínima em torno de 1 ano.

Ciclopirox tópica resulta em uma cura de 6 % a 9 % de casos. Amorolfina parece ser mais eficaz.

A combinação de Ciclopirox local e Terbinafina por via oral parece ser melhor do que qualquer agente sozinho.

Referências