PROTETOR SOLAR: 20 Perguntas e Respostas – 11 a 20

TUDO o que você sempre quis saber sobre protetor solar e não tinha a quem perguntar: as 10 últimas perguntas.

Muitas pessoas têm perguntas sobre o uso de protetores solares e não têm a quem perguntar.

Aqui respondemos a essas dúvidas de forma clara, objetiva e o mais completamente possível, procurando não estender além do que a falta de tempo de quem lê permite.

No artigo anterior, respondemos às 10 primeiras e, neste texto, vamos responder às 10 últimas perguntas.

11. Preciso usar protetor solar mesmo dentro de casa ou de ambientes cobertos?

Sim.

A radiação UVB não vai chegar até você e não haverá queimadura, mas a UVA vai chegar na sua pele e causar danos, como envelhecimento, manchas e até câncer.

12. Preciso reaplicar meu protetor solar se eu estiver com maquiagem?

A regra de ouro é que o protetor solar precisa ser reaplicado a cada duas horas. Essa regra é válida para situações de atividades ao ar livre.

Durante um dia normal, ninguém quer ter que reaplicar a maquiagem várias vezes. Em vez disso, use esta diretriz: se a maquiagem ainda estiver intacta, o protetor solar embaixo também está.

No entanto, se a mulher precisar de uma reaplicação de maquiagem, deve voltar a aplicar o protetor solar também.

filtro protetor solar

13. Preciso reaplicar meu protetor solar resistente à água?

Sim.

Nenhum protetor solar é inteiramente resistente à água, ou seja, nenhum produto é à prova d’água.

Os filtros solares geralmente são rotulados como resistentes à água por um tempo limitado, como 40 ou 80 minutos, dependendo do teste.

Para estar seguro, é melhor reaplicar o protetor solar resistente à água a cada duas horas e imediatamente após nadar.

14. Por que devo aplicar protetor solar primeiro?

Quando os protetores solares são testados para provar que eles fornecem a proteção que eles afirmam, eles são o único produto aplicado, proporcionando-lhes contato direto com a pele.

Assim, para garantir que se obtenha a proteção mais próxima aos valores dos testes de laboratório, recomenda-se que os filtros solares sejam aplicados primeiro.

15. E quanto a produtos que combinam protetor solar com repelente de insetos?

Não são indicados.

Primeiro, os insetos podem não ser um problema durante as horas em que a exposição UVB atinge o pico.

Segundo, você precisará reaplicar o protetor solar com mais freqüência do que o repelente de insetos ou vice-versa, conforme a hora do dia.

Terceiro, é sensato evitar o uso de produtos químicos repelentes no rosto.

Quarto e mais preocupante de todos, os protetores solares geralmente contêm potencializadores de penetração, que ajudam a pele a absorver os produtos químicos.

Estudos indicam que o uso concomitante de protetores solares e repelentes leva ao aumento da absorção indesejada destes últimos pela pele.

16. O uso de protetor solar limitará a quantidade de vitamina D que a pele produz?

O uso de protetor solar pode diminuir a produção de vitamina D na pele, pois é a radiação UVB que faz esta ação.

Leia aqui e aqui.

Embora os benefícios da vitamina D para a saúde sejam bem conhecidos, também é bem sabido que a exposição excessiva à radiação ultravioleta (UV) pode causar câncer de pele, melanoma e não-melanoma.

17. A exposição ao sol desprotegida é necessária para prevenir a deficiência de vitamina D?

filtro protetor solar

Não.

A vitamina D é produzida na forma inativa quando a pele está exposta à radiação UVB nos horários de pico.

Depois de produzida na pele, ela passa pelo fígado e é ativada no rim.

A síntese cutânea de vitamina D está na faixa UVB, conhecida por ser cancerígena.

Ficar no sol o suficiente para produzir vitamina D expõe a pessoa a quantidades potencialmente nocivas do UVB, bem como aos raios UVA.

Portanto, para os indivíduos com insuficiência de vitamina D, uma alimentação com ingestão adequada de alimentos ricos em vitamina D é a maneira mais apropriada para manter um bom nível de vitamina D. Também suplementos de vitamina D podem ser adicionados, conforme necessário.

Devido aos seus efeitos negativos, a exposição intencional, desprotegida ao sol não deve ser utilizada como forma de aumentar o nível de vitamina D.

Leia sobre como resolver a equação Sol, Vitamina D e câncer de pele aqui.

18. Por que não usar protetor solar em spray ou pó no rosto?

Os problemas com os filtros solares em pó e spray são a inalação e a aplicação não homogênea do produto.

A preocupação com a inalação de partículas de zinco e titânio em protetores solares em pó e produtos de maquiagem é cada vez maior.

A inalação é uma via muito mais direta de exposição a esses compostos do que a penetração da pele, que parece ser baixa em pele saudável.

filtro protetor solar

19. A partir de qual idade uma criança pode usar protetor solar?

O protetor solar pode ser aplicado em bebês de 6 meses ou mais.

Os bebês mais jovens devem usar outras formas de proteção solar.

20. Como proteger as crianças contra a radiação UV?

Se o bebé tiver 6 meses ou mais, use livremente protetor solar.

Além disso, evite expor o bebê ao sol durante as horas de pico, das 10 às 16 horas.

filtro protetor solar

Vista o bebê com roupas protetoras, um chapéu com aba e óculos de sol. Mas cuidado para não agasalhar demais e causar desconforto e desidratação.

Se o bebê tiver menos de 6 meses, mantenha-o fora da luz solar direta.

Ao escolher o protetor solar do bebê, escolha um protetor solar de amplo espectro com um FPS de pelo menos 30. Aplique o protetor solar generosamente e reaplique a cada duas horas ou, mais frequentemente, se necessário.

Para evitar irritar a pele e os olhos do bebê, use um protetor solar que contenha óxido de zinco ou dióxido de titânio.

Evite usar produtos que combinem protetor solar e repelente de insetos, uma vez que o protetor solar deve ser reaplicado regularmente e o repelente de insetos terá sua absorção aumentada em produtos combinados com filtro solar.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia publicou um consenso sobre fotoproteção, com orientações importantes, que pode ser consultado neste link.