HPV em Homens: Verrugas e Câncer

Mais de metade dos homens que são sexualmente ativos terão HPV em algum momento de sua vida.

Grande parte das informações sobre o vírus HPV (papilomavírus humano) gira em torno de mulheres, já que ter o vírus aumenta o risco de contrair câncer de colo de útero. Mas o vírus HPV nos homens pode causar problemas de saúde, também.

É importante que os homens compreendam como reduzir os riscos de infecção pelo HPV.

Para ler sobre HPV e câncer em mulheres clique aqui.

O que o vírus HPV pode causar

Na maioria das pessoas (homens e mulheres), o corpo elimina o vírus por conta própria, sem problemas de saúde.

O vírus, nos homens, pode desaparecer do corpo mais facilmente do que nas mulheres. As mulheres, em geral, muitas vezes eliminam o vírus em dois anos ou menos.

HPV verrugas genitais no homem

Verrugas genitais no homem

Esta infecção pode aumentar o risco de um homem contrair câncer genital (pênis e ânus), embora esses este não seja comum.

Este vírus também pode causar verrugas genitais em homens, assim como nas mulheres.

Riscos de infecção por HPV em homens

Alguns dos 30 ou mais tipos de HPV associados a câncer dos órgãos genitais pode levar a câncer do ânus ou pênis em homens.

Estes tumores são raros, em especial em homens com um sistema imunológico saudável.

O risco de câncer anal é cerca de 17 vezes maior em homens homossexuais e bissexuais sexualmente ativos do que em homens que fazem sexo somente com mulheres.

Homens que têm HIV (vírus da imunodeficiência humana) também estão em maior risco de contrair esse tipo de câncer.

Outros tipos de vírus HPV raramente causam câncer em homens, mas eles causam verrugas genitais.

Em um determinado momento, cerca de 1% dos homens sexualmente ativos terão verrugas genitais.

Sinais e sintomas nos homens

Os tipos de HPV de alto risco que podem causar câncer raramente apresentam quaisquer sintomas em homens ou em mulheres.

As verrugas genitais são o sinal que o homem pode ter com tipos de HPV de baixo risco que causam verrugas, mas não câncer.

Testes para identificar a Infecção em Homens

Para diagnosticar verrugas genitais em homens, o médico irá verificar visualmente a área genital de um homem para ver se as verrugas estão presentes.

Alguns médicos aplicam uma solução de vinagre para ajudar a identificar verrugas que não são elevadas e visíveis. Mas o teste não é infalível. Às vezes um ponto normal da pele é erroneamente identificado como uma verruga.

Não há teste de rotina para homens para verificar se há HPV de alto risco que podem causar câncer.

Tratamento

Não há tratamento para infecção por HPV em homens quando não há sinais ou sintomas.

Quando as verrugas genitais aparecem, uma variedade de tratamentos podem ser usados, como o uso de cremes com Imiquimod em casa, a remoção cirúrgica ou a crioterapia (por congelação) no consultório.

O tratamento elimina as verrugas, mas não elimina o vírus do corpo. Mesmo tratadas, as verrugas podem reaparecer no futuro.

O tratamento precoce das verrugas é desencorajado por alguns médicos porque as verrugas genitais podem desaparecer por conta própria. Também pode levar algum tempo para que todas as verrugas apareçam. Assim, uma pessoa que trata verrugas logo que aparecem pode precisar de outro tratamento mais tarde.

O câncer no ânus pode ser tratado com radioterapia, quimioterapia e cirurgia. Os tratamentos específicos dependem do estágio do câncer – o tamanho do tumor e até que ponto o câncer se espalhou.

Vacina para homens

Em 2016, o Ministério da Saúde aprovou a entrada da vacina para adolescentes do sexo masculino no calendário de vacinação a partir de 2017.

A partir de janeiro de 2017, o Ministério da Saúde passará a disponibilizar a vacina para meninos de 12 a 13 anos na rotina do Calendário Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS). A faixa-etária será ampliada para 9 anos a 13 anos, gradualmente, até 2020.

HPV em um relacionamento

Se o parceiro sexual de longo prazo de um homem tem HPV, as chances são boas de que a transmissão do vírus já tenha ocorrido.

Os tipos de HPV associados ao câncer do colo do útero normalmente não causam problemas de saúde para um homem heterossexual, porém este homem agora portador do vírus poderá transmitir para outras mulheres.

Preservativo previne HPV

Preservativo

Se um parceiro tem HPV, isso não significa necessariamente que tenha sido contaminado recentemente, ou seja, que tido relações sexuais com outra pessoa recentemente. O vírus pode colocar latente no corpo durante anos sem causar sintomas visíveis.

Como prevenir a propagação do HPV

A abstinência é a única maneira segura de prevenir a transmissão.

Os preservativos podem fornecer alguma proteção contra a transmissão do vírus. Infelizmente, eles não são 100% eficazes, uma vez que o HPV é transmitido principalmente pelo contato pele-a-pele. O vírus pode infectar a pele descoberta pelo preservativo.

Referências