DOR NO PEITO: O Que Pode Ser? Tipos e Causas

Existem diversas causas de dor torácica e as mais comuns não são por problemas no coração.

A dor no peito, ou dor torácica, assusta porque logo lembramos da possibilidade de estar ocorrendo um ataque cardíaco.

Além do coração, pode ocorrer dor no peito por outros problemas, como, por exemplo:

  • Doença do refluxo gastro-esofágico;
  • Doença respiratória, como nas pneumonias;
  • Dores musculares;
  • Inflamação na cartilagem que conecta uma costela ao esterno (osso no meio do peito);
  • Ansiedade, sendo esta a situação que mais faz a pessoa temer ser um infarto.

Sintomas

Uma grande variedade de problemas de saúde pode causar dor no peito. Em muitos casos, a causa não tem nada a ver com o coração.

As características da dor podem ajudar a guiar o diagnóstico.

A sensação pode ser de uma facada, aperto, constante, queimação, variar com movimento ou com a respiração.

A irradiação da dor também é informação importante. Assim, a dor pode irradiar até o pescoço, mandíbula, para as costas ou para os braços.

Pode-se dividir basicamente em dor torácica cardíaca e não cardíaca.

Dor torácica cardíaca

Alguns pacientes que já sofreram infarto agudo do miocárdio referem que, nem sempre, a palavra “dor” é a melhor para descrever a sensação. Alguns referem com um estranho desconforto.

Em geral, o desconforto no peito relacionado a um ataque cardíaco ou outro problema cardíaco pode ser descrito ou associado a um ou mais dos seguintes itens:

  • Pressão, plenitude ou aperto no peito
  • Esmagamento ou dor em queimação que irradia para as costas, pescoço, mandíbula, ombros e braços – particularmente o braço esquerdo
  • A dor que dura mais de alguns minutos piora com a atividade, desaparece e volta ou varia em intensidade
  • Falta de ar
  • Suores frios
  • Tonturas ou fraqueza
  • Náusea ou vômito

Dor torácica não cardíaca

Pode ser difícil distinguir a dor torácica devido a um problema cardíaco de outros tipos de dor torácica.

No entanto, a dor torácica que é menos provável devido a um problema cardíaco é mais frequentemente associada a:

  • Um gosto azedo ou uma sensação de refluxo de comida na sua boca
  • Problema na deglutição
  • Dor que fica melhor ou pior quando a pessoa muda a posição do corpo
  • Dor que se intensifica quando a pessoa respira profundamente ou tosse
  • Dor ao pressionar o peito
  • Os sintomas clássicos da azia – uma sensação dolorosa e ardente por trás do esterno – podem ser causados ​​por problemas no coração ou no estômago.

Causas

Causas relacionadas ao coraçãodor no peito

Exemplos de causas de dor no peito relacionadas ao coração incluem:

Ataque cardíaco: Um ataque cardíaco é resultado de um coágulo de sangue que bloqueia o fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco, é o infarto agudo do miocárdio. Embora parecido com a dor no peito de angina, um ataque cardíaco é geralmente uma dor mais severa e esmagadora geralmente no centro ou no lado esquerdo do peito e não é aliviada pelo repouso; Geralmente dura mais de 30 minutos. Sudorese, náusea, falta de ar ou fraqueza grave podem acompanhar a dor.

Angina: Placas grossas podem gradualmente se acumular nas paredes internas das artérias que levam sangue ao seu coração. Estas placas reduzem as artérias e restringem o fornecimento de sangue do coração, particularmente durante o esforço. É um sintoma de doença cardíaca, mas geralmente não causa danos permanentes ao coração. É, porém, um sinal de que a pessoa é candidata a um ataque cardíaco em algum momento do futuro. A dor torácica pode se espalhar pelo braço, ombro, mandíbula ou costas. Pode parecer uma pressão ou uma sensação de aperto. A angina pode ser desencadeada pelo exercício, excitação ou sofrimento emocional e é aliviada pelo repouso.

Dissecção de aneurisma da artéria aorta: Essa condição que ameaça a vida envolve a principal artéria que sai do coração – a aorta. Se as camadas internas deste vaso sanguíneo se separarem (aneurisma), o sangue será forçado entre as camadas e pode causar a ruptura da aorta. Pode causar uma dor súbita e severa com uma sensação de rasgar que irradia para o pescoço, as costas ou o abdome.

Pericardite: Esta condição, uma inflamação da membrana que envolve o coração, geralmente causa dor aguda que piora quando a pessoa respira ou quando se deita. 

Miocardite: Além da dor no peito, esta inflamação do músculo cardíaco pode causar febre, fadiga, batimento cardíaco rápido e dificuldade em respirar. Os sintomas da miocardite podem se assemelhar aos de um ataque cardíaco.

Causas digestivas

A dor no peito pode ser causada por distúrbios do sistema digestivo, incluindo:

Doença do refluxo gastroesofágico (DRGE): Ocorre quando o conteúdo do estômago volta para a garganta. Isso pode causar um gosto azedo na boca e uma sensação de queimação no peito ou na garganta, conhecida como azia. Fatores que podem desencadear refluxo gastroesofágico incluem obesidade, tabagismo, gravidez e alimentos picantes ou gordurosos. A dor no coração e a azia do refluxo gastroesofágico podem ser semelhantes, em parte porque o coração e o esôfago estão localizados um perto do outro e compartilham a mesma rede nervosa.

Distúrbios da contração esofágica: Os espasmos do esôfago, que tem músculos na sua estrutura, podem causar dor torácica.

Hipersensibilidade esofágica: Isso ocorre quando o esôfago fica muito doloroso com a menor alteração na pressão ou exposição ao ácido. A causa dessa sensibilidade é desconhecida.

Ruptura ou perfuração esofágica: Uma dor torácica súbita e severa após o vômito ou um procedimento envolvendo o esôfago pode ser o sinal de uma ruptura no esôfago.

Úlceras pépticas: Um desconforto recorrente pode ser o resultado de feridas dolorosas no revestimento do estômago ou na primeira parte do intestino delgado. Mais comum em pessoas que fumam, bebem muito álcool ou tomam analgésicos como aspirina ou anti-inflamatórios. A dor geralmente melhora quando a pessoa come ou toma antiácidos.

Dor no peitoHérnia de hiato: Este problema comum ocorre quando a parte superior do estômago “escorrega” para dentro do peito. Isso geralmente causa sintomas de refluxo, incluindo azia ou dor no peito. A dor tende a piorar quando a pessoa se deita.

Pancreatite: Dor na parte inferior do tórax pode indicar pancreatite, que muitas vezes é pior, quando a pessoa se deita e fica melhor quando se inclina para a frente.

Problemas da vesícula biliar: Depois de comer uma refeição gordurosa, a pessoa tem uma sensação de plenitude ou dor na área do tórax inferior direito ou na parte superior direita do abdome.

Causas musculares e ósseas

Alguns tipos de dor torácica estão associados a lesões e outros problemas que afetam as estruturas que compõem a parede torácica. Exemplos incluem:

Costocondrite: Nessa condição, a cartilagem que une as costelas ao esterno fica inflamada e dolorida.

Músculos doloridos: As síndromes de dor crônica, como a fibromialgia, podem produzir dor torácica persistente relacionada ao músculo.

Costelas fraturadas: Uma costela fraturada pode causar dor no peito. A dor de uma fratura de costela pode piorar com a respiração profunda ou a tosse. Muitas vezes, a dor é localizada a uma área e pode ser mais intensa quando pressionado o local.

Causas relacionadas ao pulmão

Muitas doenças pulmonares podem causar dor torácica, incluindo:

Embolia pulmonar: Esta causa de dor torácica ocorre quando um coágulo sanguíneo se aloja em alguma artéria dentro do pulmão, bloqueando o fluxo sanguíneo para o tecido pulmonar. Isso pode causar pleurite aguda, problemas para respirar e batimentos cardíacos rápidos. Também pode causar febre e choque. A embolia pulmonar é mais provável após a trombose de veia profunda (nas pernas ou pelve) ou depois de estar imóvel durante vários dias após cirurgia, ou mesmo horas, ou como uma complicação do câncer

Pleurite ou pleurisia: Se a membrana que cobre os pulmões, chamada pleura, fica inflamada, pode causar dor torácica que piora quando a pessoa respira ou tosse.

Pneumonia ou abscesso pulmonar. Essas infecções pulmonares podem causar problemas nas pleuras e outros tipos de dor torácica, como uma dor profunda no peito. A pneumonia geralmente vem de repente, causando febre, arrepios, tosse e expectoração purulenta (amarelada).

Pneumotórax: A dor torácica associada a um pneumotórax geralmente começa de repente e pode durar horas. Um pneumotórax ocorre quando o ar escapa para o espaço entre o pulmão e as costelas, dentro da pleura.

Hipertensão pulmonar: A pressão arterial elevada nas artérias que transportam sangue para os pulmões (hipertensão pulmonar) também pode produzir dor torácica.

Outras causas

A dor no tórax também pode ser causada por:

Ataque de pânico: Se a pessoa tem períodos de medo intenso acompanhado de dor torácica, batimentos cardíacos rápidos, respiração rápida, transpiração profusa, falta de ar, náuseas, tonturas e medo de morrer, ela pode estar sofrendo um ataque de pânico.

Herpes zoster: Causada por uma reativação do vírus da varicela, o herpes zoster pode produzir dor e uma faixa de pequenas bolhas (vesículas) ao redor da parede torácica, apenas de um lado.

Quando consultar o médico para a dor no peito

Em caso de dúvida, agende uma consulta ou procure um pronto socorro, especialmente se ocorrer de repente ou se tiver as seguintes características:

  • Uma sensação repentina de pressão, aperto ou esmagamento sob o esterno (osso do meio do peito)
  • Dor no peito que se espalha para o maxilar, o braço esquerdo ou para trás que dure mais de 15 minutos
  • Dor de peito forte e repentina com falta de ar, especialmente após um longo período de inatividade
  • Náuseas, tonturas, freqüência cardíaca rápida ou respiração rápida, confusão ou transpiração excessiva
  • Pressão sanguínea muito baixa ou frequência cardíaca muito baixa

Mesmo não sendo sintomas de doença cardíaca, os itens abaixo indicam problema com potencial gravidade:

  • Febre, arrepios ou tosse com expectoração amarela
  • Problemas na deglutição
  • Dor torácica severa que não desaparece

Referências